segunda-feira, 20 de abril de 2009

Ainda bem que sou fininho


Antigamente a moda era ter uns quilinhos a mais, era sinal de status, pois quem era magro era pobre, pois não tinha dinheiro para se empanturrar. Agora foi comprovado científicamente que ser magro é bom também para o meio ambiente.

Manter a forma não é bom só para as pessoas, mas também para o planeta, afirma um estudo britânico publicado neste domingo no International Journal of Epidemiology. Uma sociedade magra, como a do Vietnã, consome 20% menos de alimentos e polui menos que uma na qual cerca de 40% das pessoas são obesas - como acontece com os Estados Unidos atualmente.

As emissões relacionadas ao transporte também são menores, porque o consumo energético ao transportar pessoas magras é menor, já que os indivíduos acima do peso tendem a andar menos e a depender mais do automóvel, afirmam. O estudo destaca que uma população de um bilhão de pessoas magras emite um bilhão de toneladas a menos de dióxido de carbono ao ano do que o mesmo número de indivíduos gordos.

No entanto, no mundo prevalece a tendência a um aumento do Índice de Massa Corporal médio da população, que, entre 1994 e 2004, subiu de 26 para 27,3 entre os homens no Reino Unido e de 25,8 para 26,9 entre as mulheres, ou seja, três quilos a mais. "A humanidade, seja australiana, argentina, belga ou canadense, está se tornando progressivamente mais gorda", dizem os cientistas.

"Ser magro é bom para a saúde e ao meio ambiente. Devemos fazer muito mais para reverter a tendência global em direção à gordura e reconhecer que é um fator-chave na luta para reduzir as emissões e retardar a mudança climática", defendem os pesquisadores.


Fonte: BBC Brasil

10 Comments:

exoticlic.com said...

eu ja fui gorda mas hoje tenho orgulho da minha anorexia hahaha

Camila! said...

Eu ainda sou "cheinha",mas to de dieta!

www.contando-um-conto.blogspot.com

Rodrigo Araújo said...

Com a variedade de "porcarias" deliciosas que a gente encontra hoje em dia, tá mais difícil manter a forma...
V

Alexandre Silva said...

Então eu contribuo com a humanidade sem saber? hehehehe... Só ñ engordo de ruim pq pra comer... como q nem gordo!
Abraço
http://falandoprasparedes.blogspot.com

eu-amo-a-ey said...

Ufa! ainda bem que tô no grupo dos que estão ajudando o planeta!

Abraço!

Juliano Jacob said...

Fiquei triste em saber que estou contribuindo tanto para o fim do planeta com meus hábitos alimentícios não convencionais...

Thiago Assis said...

Será que não é mais uma pesquisa vendendo um esteótipo de beleza?
Oo
A população do Vietnã pode comer menos por não ter tanto o que comer... e lá vem o problema da desigualdade e tal..


www.thiagogaru.blogspot.com

Homenzinho de Barba Mal feita said...

Concordo com você Thiago, pois também acho que o vietnã não pode ser mencionado como exemplo. Mas não acredito que essa pesquisa tenha fins comerciais. Pelo menos a pesquisa não menciona nenhum tipo de produto ou tratamento.

said...

Estou tentando, juro que estou tentando ser uma pessoa ecologicamente correta... rsrs

Lenon Mendes said...

gostei da matéria
ainda bem q estou em forma!
ausahs

BlogBlogs.Com.Br