terça-feira, 24 de março de 2009

Você aceita receber seu salário em notas de maracanã?



Se você acha que no Brasil a única moeda em circulação é o real, está enganado. Além dele, em alguns municípios você pode fazer compras usando guará, moqueio, acaraú, pirapirê ou alguma outra dentre as 40 moedas alternativas em circulação hoje do país. A cotação oficial é igual à do real: um guará vale o mesmo que um real. Elas circulam em municípios pequenos ou em bairros afastados e pobres de oito estados brasileiros. São emitidas por bancos comunitários, que dão empréstimos de até R$ 800 com juro zero. Os comerciantes que atuam onde há dinheiro comunitário costumam dar descontos a quem adota as cédulas diferenciadas: um abatimento de 2% a 10% no preço dos produtos.

Na teoria, a inusitada experiência é capaz de turbinar o PIB local. Em alguns regiões, isso tem acontecido. Diante dos bons resultados, o governo federal pretende ajudar a criar mais 150 moedas e bancos comunitários, em todos os estados do Brasil, até 2010. Mas, embora tenha entusiasmado até o pai do microcrédito, o economista bengalês Muhammad Yunus, teme-se que o aumento da circulação de moedas paralelas possa desorganizar o sistema financeiro nacional e provocar inflação, além é claro de facilitar a falsificação dessas notas.


Fonte: Época

11 Comments:

Leo Pinheiro said...

Interessantíssimo este post.

Confesso que, mesmo sendo jornalista, desconhecia a existência de 40 (!) moedas no Brasil e seus respectivos nomes.

Sabia da iniciativa apenas no interior da Bahia. O que mais me chamou a atenção, no entanto, foi a possibilidade de falsificação.

Imagine só!

Eu amo a E.Y. said...

Caramba.. eu sabia que havia isso no interior da Argentina, mas no Brasil fico de queixo caído.

Também acho a falsificação o maior perigo. Se os caras já falsificam o Dólar, imagina, por exemplo, o Guará?!!!!

Mesmo que não haja falsificação (vamos brincar de nos iludir), quem controla a emissão dessas notas? Como funcionam esses bancos comunitários?

Todo cuidado é pouco....

Um abraço!

Rodrigo Araújo said...

Na situação que eu me encontro, todo dinheiro será sempre bem-vindo...
huahuahuhauhua

Thiago Assis said...

nossa, eu tenho uma nota de cruzado q vi uma vez guardada na carteira do meu pai, aperriei e ele me deu,
agora vendo essa da imagem, essa dai era linda cara *.*
e o melhor é q ela ainda é aceita em algum lugar neh =p

e eu juro como nunca tinha ouvido falar dessas moedas paralelas,
valeu a informação o/


www.thiagogaru.blogspot.com

Sissym said...

Nossa... nem imaginava...

Beijos

Alexandre Silva said...

Muito massa, rsrs... é o Brsail voltando à época do escambo. Vou criar uma moeda alternativa pra mim, só que vou dxar a cotação dela altíssima. Só assim pra que eu possa me sentir rico, hehehehe
Abraço
http://falandoprasparedes.blogspot.com

desvinculos said...

juro zero?????
to precisando....

Bella said...

Eu vi um matéria sobre isso no Fantástico. Não deixa de ser uma opção pra tentar dar uma 'melhorada' na situação do povo. Infelizmente tudo tem um lado ruim.

Beatriz Paz said...

éééé, eu tinha lido algo a respeito (: muito legal poder ver de nvoo aqui!
________________________________
Soletra Pra Mim?
www.soletrapramim.blogspot.com

Juliano Jacob said...

Enquanto a China propõe moeda única, aqui destrambelhamos a bagaça toda...

Bruno Luiz A. Paiva said...

Gostei do blog vamos fazer parceiras? Um abraço do Paiva

BlogBlogs.Com.Br