quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Dicionário


Texto: Pedro Bial


A primeira letra do alfabeto é também a primeira letra da palavra amor e se acha importantíssima por isso!Com A se escreve "arrependimento" que é uma inútil vontade de pedir ao tempo para voltar atrás e com A se dá o tipo de tchau mais triste que existe: "adeus"... Ah, é com A que se faz “abracadabra", palavra que se diz capaz de transformar sapo em príncipe e vice-versa...
Com B se diz "belo" - que é tudo que faz os olhos pensarem ser coração; e se dá a "bênção", um sim que pretende dar sorte.
Com C, "calendário", que é onde moram os dias e o "carnaval",esta oportunidade praticamente obrigatória de ser feliz com data marcada. "Civilizado" é quem já aprendeu a cantar ´parabéns pra você` e sabe o que é "contrato": "você isso, eu aquilo, com assinatura embaixo".
Com D , se chega à "dedução", o caminho entre o "se" e o"então"... Com D começa "defeito", que é cada pedacinho que falta para se chegar à perfeição e se pede "desculpa", uma palavra que pretende ser beijo.
E tem o E de "efêmero", quando o eterno passa logo; de"escuridão", que é o resto da noite, se alguém recortar as estrelas; e "emoção", um tango que ainda não foi feito. E tem também "eba!", uma forma de agradecimento muito utilizada por quem ganhou um pirulito, por exemplo...
F é para "fantasia", qualquer tipo de "já pensou se fosse assim?"; "fábula", uma história que poderia ter acontecido de verdade, se a verdade fosse um pouco mais maluca; e "fé", que é toda certeza que dispensa provas.
A sétima letra do alfabeto é G, que fica irritadíssima quando a confundem com o J. G, de "grade", que serve para prender todo mundo - uns dentro, outros fora; G de "goleiro", alguém em quem se pode botar a culpa do gol; G de "gente": carne, osso, alma e sentimento, tudo isso ao mesmo tempo.
Depois vem o H de "história": quando todas as palavras do dicionário ficam à disposição de quem quiser contar qualquer coisa que tenha acontecido ou sido inventada.
O I de "idade", aquilo que você tem certeza que vai ganhar de aniversário, queira ou não queira.
J de "janela!, por onde entra tudo que é lá fora e de "jasmim",que tem a sorte de ser flor e ainda tem a graça de se chamaras sim.
L de "lá", onde a gente fica pensando se está melhor ou pior do que aqui; de "lágrima", sumo que sai pelos olhos quando se espreme o coração, e de "loucura", coisa que quem não tem só pode ser completamente louco.
M de "madrugada", quando vivem os sonhos...
N de "noiva", moça que geralmente usa branco por fora e vermelho por dentro.O de "óbvio", não precisa explicar...
P de "pecado", algo que os homens inventaram e então inventaram que foi Deus que inventou.
Q, tudo que tem um não sei quê de não sei quê.
E R, de "rebolar", o que se tem que fazer pra chegar lá.
S é de "sagrado", tudo o que combina com uma cantata de Bach; de"segredo", aquilo que você está louco pra contar; de "sexo":quando o beijo é maior que a boca.
T é de "talvez", resposta pior que ´não`, uma vez que ainda deixa, meio bamba, uma esperança... de "tanto", um muito que até ficou tonto... de "testemunha": quem por sorte ou por azar, não estava em outro lugar.
U de "ui", um ài" que ainda é arrepio; de "último", que anunciam começo de outra coisa; e de "único": tudo que, pela facilidade de virar nenhum, pede cuidado.
Vem o V, de "vazio", um termo injusto com a palavra nada; de"volúvel", uma pessoa que ora quer o que quer, ora quer o que querem que ela queira.
E chegamos ao X, uma incógnita... X de "xingamento", que é uma palavra ou frase destinada a acabar com a alegria de alguém; e de "xô", única palavra do dicionário das aves traduzida para o português.
Z é a última letra do alfabeto, que alcançou a glória quando foi usada pelo Zorro... Z de "zaga", algo que serve para o goleiro não se sentir o único culpado; de "zebra", quando você esperava liso e veio listrado; e de "zíper", fecho que precisa de um bom motivo pra ser aberto; e de "zureta", que é como fica a cabeça da gente ao final de um dicionário inteiro.

12 Comments:

Juliano Jacob said...

Gostei... Bem trabalhado...

palavras ao vento said...

falando em alfabeto...eu melembrei dakela musica da xuxa..lembra...que fala sobre o alfabeto,....


http://verdadesentrementiras.blogspot.com/

Leo Pinheiro said...

O texto é bacana, mas a idéia de brincar com a palavra é tirada de uma música do Tom Zé...

Que por sua vez é inspirada numa história infantil do leste europeu!

Deni said...

pois é....só o dinheiro pra fazer esse cara apresentar o BBB mesmo..ele num é o melhor do mundo..mas está [estava ] acima da média....e alfabeto só sei a musik kdo jackson 5...Abc...lalalala 1.2.3..lalalalala do re mi....do you and meee..
e os mutantes é tosdko mesmo...
to abolindo tv aos poukos kkkkkk
e óia q faço radio e tv eim
hehehe vlw pela passagem no

www.bagageirodocurioso.spaceblog.com.br

tá atualizado e será bm vindo lá.....abraço

ALiNE PATRíCIA said...

Olá!
Adorei a brincadeira com as palaavras, um post leve e divertido, aliás, como todos os seus textos.
A partir de hoje ganhaste mais uma seguidora, assim poderei acompanhar suas loucuras!

Bjs

Mila SJ said...

Lindo, lindo, lindo texto.

Daniel Murillo said...

bem legal esse texto...

Fabio said...

esse texto eh do bial?

ele é mais esperto do que eu pensava, rsrsrs

Janine said...

"J de "janela!, por onde entra tudo que é lá fora e de "jasmim",que tem a sorte de ser flor e ainda tem a graça de se chamaras sim."

da licença mas o JOTA é tudo de bom!

Groo said...

Primeiro, obrigado pela visita e pelo comentário em meu blog. Valeu mesmo!

Bom, o que dizer do Pedro Bial. Independente d'ele apresentar Big Brother e essa coosa toda, acho-o pedante como cronista, embora ele consiga alguns bons momentos - este "Dicionário" tem algumas boas imagens.

abraços!

Agatha said...

Que criatividade, se você enviar este texto por e-mail vai pegar.

Realmente, como primeira letra do alfabeto e sendo a coisa mais procurada, desejada e escorregadia do mundo, o amor vem em primeiro mesmo.

Quando pergunta-se às pessoas qual setor da vida vem em primeiro lugar, muitos dizem saúde, dinheiro, ou família, será que lá no fundo todos não diriam amor mas tem medo do ridículo?

Bom, eu não me importo e para mim o amor sempre veio em primeiro lugar sim.

Natália Oliveira said...

Puts!!!! Como eu gosto desse 'texto musicado' e narrado pelo Lázaro Ramos....

Eu gosto do N de noiva... =D

Até mais!!!

BlogBlogs.Com.Br