sábado, 16 de agosto de 2008

Vai deixar saudade!!!


Morreu na manhã deste sábado, no Rio de Janeiro, o cantor e compositor Dorival Caymmi. O músico, que tinha 94 anos, sofreu insuficiência renal e falência múltipla dos órgãos. Caymmi faleceu por volta das 6h.

O velório acontecerá na Câmara Municipal do Rio, na tarde deste sábado (16), a partir das 14h e o sepultamento será no Cemitério São João Batista, em Botafogo, neste domingo (17). A família espera a chegada do filho Dori, que mora nos Estados Unidos.

Os estados da Bahia e Rio de Janeiro terão luto oficial por três dias.

Nascido em Salvador, em 30 de abril de 1914, Dorival Caymmi começou a compor ainda na adolescência.

Aos 20 anos, cantava na rádio Clube da Bahia. Quando completou 22, venceu um concurso de músicas para o carnaval, com a canção "A Bahia Também Dá".

No final dos anos 30, se mudou para o Rio de Janeiro, mas sempre retratou a Bahia em sua obra.
Com mais de cem composições, reúne sucessos como o clássico "O que É que a Baiana tem", interpretado por Carmem Miranda, "Maracangalha", "Promessa de Pescador", "Saudade de Itapoá" e "Rosa Morena".

Em 60 anos de carreira, Caymmi contabilizou cerca de 20 discos gravados. Dezenas de intérpretes já gravaram suas canções, em diferentes versões.

Em 1940 Caymmi se casou com a cantora Stlla Maris, com ela, teve três filhos. Os cantores Dori Caymmi, Danilo Caymmi e Nana Caymmi.

O Rio de janeiro na década de 50 e 60, viu nascer e crescer a bossa nova, que mistura que conseguiu unir a harmonia do jazz americano com a alegria do ritmo brasileiro.

Foi no Rio de Janeiro que Caymmi, Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Chico Buarque e tantos outros puderam mostrar os seus talentos. Hoje o Rio de Janeiro continua sendo o berço da música, e continua revelando “talentos” como: Tati Quebra Barraco, MC Creu e Latino e compânia ...

Dorival Caymmi era um amante da bossa nova e da boa música e, com certeza vai deixar saudade. Cantou e encantou, numa época, onde tocar pessoas com amúsica era mais importante do que vender discos...

Viva Caymmi, viva a música brasileira de qualidade!!!

16 Comments:

Blog Aura enigmática - Moderadores said...

poxa, eu ja ouvi minha mãe falar desse cara, mas nunca ouvi sequer.
Não curto este tipo de música, mas pra quem gosta é música de qualidade

Alexandre said...

Mais um que se vai e dxa a música brasileira por conta dos "créus" da vida...
Abraço
http://falandoprasparedes.blogspot.com

ROBINSON ROGÉRIO said...

é sinceramente eu nah sei mtas músicas dele só as mais famosas como as q tu citou aí,é realmente triste,afinal nossa música está péssima sendo representada por aqele créééééu e suas velocidades,mas ele já tava velho tbm,dexa o homem morrer.

ah tô de post novo,dá uma passadinha lá

vlw

http://robirobinson.blogspot.com/

Cintia Pereira said...

Artistas como Caymmi são imortais. A morte de seu corpo não significa muito diante da obra que produziu.

Jonatas Fróes said...

Uma grande perda para a música nacional. A boa geração musical desse país está morrendo aos poucos, e rezo todo dia para que não sejamos dominados por essa infestação funkeira ou axezeira, senão mudo pra Argentina.

Caymi fez sua parte, fez sua história e viveu muito bem e por bastante tempo. Vai deixar saudades, mas estará sempre na memória dos apreciadores da boa música.

[]'s

http://musica-holic.blogspot.com/

victor said...

n sou um apreciador desse tipo de musica... porem eles realmente cantam mtu melhor do que mtus "creus" por ai

abraços


http://dancmusic.blogspot.com/

LiLith said...

Ai ,que triste...
eu nem sabia!

='\

-respondendo

Que bom que vc gostou!

;*

http://lilithcontodefarsas.blogspot.com/

Equipe TUZ said...

Poxa nunca ovi fla nele ;/
mais o Blog ta ferah
Abraços

Luiz Carlos said...

Caymmi partiu, mas deixou um legado fenomenal. É uma perda irreparavel para nossa música.
Agora é o momento de quem não conhece se interessar pela sua obra, é dessa forma que um artista se torna imortal.

Abraço
http://vcprecisaver.blogspot.com

Guinevere Lebrun said...

Esse já conseguiu um ticket to heaven :P

Edu França said...

Dorival, a simplicidade em acordes não acorda mais!

Moika said...

Isso sim era musica!!!
e não essas porcarias de mantras como o "créu"!!!rsrsrsrs....

Parabens pelo blog!!!

abraços!!!

http://blogdomoika.blogspot.com/

†YaGo-SaN† said...

Outra grande perda...
abraços!

Marcelo said...

É impossível falar da música popular brasileira no sec. XX sem falar em Corival Caymmi... Ele deu sua contribuição que foi imensa e agora foi descansar... ele está bem acompanhado no céu.

Anônimo said...

Quero ver do que viverão os filhos! Sempre colados à fama do pai. Arrastavam o velho pra conseguirem vender ingressos de seus shows.

Descanse em paz, mulato Caymmi.
Se a Stelinha não foi, deve chegar logo por aí.

Fada

"Só louco, amor como eu amei
Só louco quis o bem que eu quis
Ah, insensato coração. Por que me fizeste sofrer?
Porque de amor pra entender é preciso amar porque só louco, louco..."

http://fadasafada.blogspot.com/

luiz scalercio said...

cara caymmi vai fazer falta para musica brasilera.

BlogBlogs.Com.Br