quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Dicas para curar a ressaca


Todo ano é a mesma coisa, tem sempre aquele que enche a cara no final de ano, enche o saco de todo mundo e no dia 1° acorda com uma ressaca daquelas. Isso quando não tem que ir a um hospital, para tomar uma injeção de glicose.

A glicose tem a função de manter a pressão estável. O fígado se regenera sozinho, mas quando se bebe rápido, o fígado não consegue absorver o álcool, daí a glicose entra em ação para manter as coisas menos ruim. Quando se bebe muito e a glicose é insuficiente, com isso a pressão fica baixa. Por tanto é sempre bom entre uma bebida e outra, beber um pouco de coca-cola, além de repor o açúcar, ajuda a ficar acordado (excelente em caso de raves).

Mas se a ressaca é inevitável, existem algumas “receitas” como: isotônico, água tônica; enfiar o dedo na garganta, para fazer uma “limpeza” e, para expelir o suco gástrico (que causa um mal estar danado); engove (no caso de queimação no estomago); epocler (caso seu fígado esteja “zuado”); analgésico para aliviar a dor de cabeça; dramim pra enjôo, ou continuar a beber, começando com uma lata de cerveja, como muita gente faz.

Os alertas de “beba com moderação”, não tem lá grande efeito, se tratando de reveillon. Nessa data as pessoas costumam enfiar o pé na jaca, para festejar o ano que chega. E muitas vezes acabam fazendo coisas que jamais fariam, em sã consciência.

Parafraseando Nelson Rodrigues, costumo dizer que o álcool, mostra a pessoa como ela é, não como ela aparenta ser. A “marvada” tem o poder de muitas vezes, alterar a personalidade da pessoa.

Seguindo essa mesma linha, tem gente que fica depressivo, outros dizem que vão morrer e que ama todo mundo, outros se tornam violentos, outros falam aquilo que não devia ser dito ou ligam para o ex só para ouvir a voz (como a minha amiga faz sempre).

Um exemplo clássico é do tímido, que quando bebe pouco, fica mais desinibido, mas se ele bebe muito, é possível que suba em cima da mesa para dançar na boquinha da garrafa, em plena formatura. Daí os quatro anos que levou para construir uma imagem, se foi quando misturou Red Label com energético. E mesmo as pessoas que não viram a cena, poderão ver quantas vezes quiser, pois gravaram e colocaram o vídeo no You Tube.

Situações parecidas geram a famosa “ressaca moral”, aquela ressaca, que a pessoa quer cavar um buraco e, ficar lá até que todas as pessoas que tiveram presente, tenham esquecido da cena lamentável.

Quando se tem uma crise de fígado, dor de cabeça ou “ressaca moral”, sempre é feita a mesma promessa: “Eu nunca mais vou beber desse jeito”, mas no reveillon seguinte adivinha quem estará no hospital, tomando glicose na veia, para não ter um coma alcoólico?

Se for beber, o ideal é beber devagar, para prolongar o efeito do álcool, sem que cause maiores danos ao organismo. Pois o seu fígado ainda não é total flex.


PS. As fontes desse post, são meus amigos e meu passado...rs

3 Comments:

30 e poucos anos. said...

Ja fiz de tudo que se possa imaginar para curar ressaca ... dos famosos Coqueteis até as simpatias dos mais antigos mordendo alho e tomando litros e litros de água de coco....o gde problema é que nada que vc tome vai trazer a memória de volta pois no meu caso em todas as bebedeiras q tive os momentos de apagão total e quase sempre pagando micos absurdos.

said...

Nesse reveillon eu 'jaquei'. Confesso!!!!
Acabei com meu figado
Ressaca foi pouco
No dia seguinte nao queria nem abrir os olhos. Só depois de muita Coca Cola consegui me recompor!!!!
rsrsrs
Bjs

pedro paulo said...

Encontrei a solução pros meus problemas de ressaca. Ta vindo da europa pro Brasil www.ressacanuncamais.com.br
Esse aí é bruto! =D

BlogBlogs.Com.Br